Além do avião, Brasil inventou o primeiro Drone !!!

Convertiplano ITA

Em 1952 no ITA em São José dos Campos nasce uma aeronave precursora do Drone atual !!!

Depois de mais de 50 anos do voo de Alberto Santos-Dumont, nasceu no Brasil em 1952, em São José dos Campos, interior de São Paulo num programa dirigido pelo alemão Hendrich Focke o Convertiplano. Uma aeronave parecida com os drones que fazem tanto sucesso atualmente.

 

 

 

 

 

Veja no Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que apresenta, em parceria com o Instituto Embraer, o universo de criação do design nacional para artefatos concebidos para voar. A abertura é dia 1º de junho, às 19h30 com entrada gratuita, e a exposição permanece em cartaz até 20 de agosto.

 

 

 

 

Fonte: Aero Magazine

 

 

 

Google diz que só vai usar energia renovável em 2017.

google2O Google fez um anúncio audacioso. Em um comunicado publicado em seu próprio blog, ele diz que usará somente energia renovável em 2017.

É uma afirmação surpreendente, considerando o volume de dados que o Google processa a cada segundo. O Google não divulgou publicamente a quantidade de dados que é, mas se considerarmos que 40.000 de buscas do Google ocorrem a cada segundo e 400 horas de vídeos do YouTube são carregados a cada minuto, começamos a ter uma impressão da incrível escala do poder de processamento da tecnologia Gigante que precisa operar todos os dias.

O Google tem investido em energia renovável por anos, esclarecendo em um blogpost que isso não só ajuda na batalha contra a mudança climática, mas também “faz sentido comercial”. Até o próximo ano, os vastos centros de dados do Google nos Estados Unidos, Chile, Taiwan, Cingapura, Irlanda, Países Baixos, Finlândia e Bélgica serão geridos 100 por cento em energia renovável, bem como em todos os seus escritórios globais. Em termos reais, no entanto, “alcançar 100 por cento de energia renovável” não significa solar e energia eólica estará alimentando diretamente cada elemento das máquinas do Google. Isso significa que, anualmente que Google estará comprando de energia renovável o quanto está usando de eletricidade. Isso não é emocionante, mas é um grande passo.

“Nós assinamos nosso primeiro acordo para comprar toda a eletricidade de um parque eólico de 114 megawatt em Iowa, em 2010. Hoje, somos o maior comprador corporativo de energia renovável do mundo, com compromissos de 2,6 gigawatts (2.600 megawatts) de energia eólica e solar energia.

Mais uma vez, apelando para a perspicácia comercial dos cínicos lá fora, o Google aponta para as recentes quedas dramáticas no preço da energia eólica e solar: “Os custos de eletricidade são um dos maiores componentes de nossas despesas operacionais em nossos data centers e tendo Um custo estável a longo prazo de energia renovável oferece proteção contra oscilações de preços na energia “.google1

Seus próprios investimentos em infra-estrutura em energia renovável totalizam US $ 3,5 bilhões em todo o mundo, diz. “Esses projetos também geram dezenas de milhões de dólares por ano em receita para os proprietários locais e dezenas de milhões mais para os governos locais e nacionais em receita fiscal”.

O Google também diz que quer investir mais nas áreas onde residem seus centros de dados e suas maiores sedes, fazendo “compras regionais de energia renovável”.

“Como o vento não sopra 24 horas por dia, também vamos ampliar nossas compras para uma variedade de fontes de energia que podem permitir energia renovável, a cada hora de cada dia. Nosso objetivo final é criar um mundo onde todos – e não apenas o Google – tenham acesso a energia limpa “.

“A ciência nos diz que enfrentar as mudanças climáticas é uma prioridade global urgente. Acreditamos que o setor privado, em parceria com as líderanças políticas, devem dar passos ousados e que podemos fazê-lo de forma a gerar crescimento e oportunidades. E temos a responsabilidade de fazê-lo para nossos usuários e ao meio ambiente. ”

Fonte: Wired – 

Ônibus elevado que anda em cima dos carros, pode levar até 1200 pessoas.

Fonte: Youtube News

Fonte: Youtube News

Ótima solução para o trânsito em Sáo Paulo. Já é uma realidade na China. Movido a eletricidade uma fonte de energia limpa. Mas ainda tem um longo caminho até ser adotado definitivamente pelas grandes metópoles. Foi apresentado na décima nona exposição internacional de alta tecnologia na China em Beijing em maio de 2016. Leva até 300 passageiros por carro e existe um projeto para levar 1200 passageiros.

O homem Jato (Jetman) – Yves Rossy

Yves Rossy nascido em 27 de agôsto de 1959 e conhecido como o Homem Jato não aceita ficar preso dentro de uma aeronave: “são caixas. Os pássaros não voam em caixas !” Piloto militar suíço treinado e um entusiasta da aviação. Ele é conhecido como o inventor de uma série de pacotes de jato individuais experimentais, o último usando asas de fibra de carbono para o vôo equipado com quatro turbinas jato. Chegando a uma velocidade de quase 300 km/h Yves não acredita que seu equipamento de 65kg seja o transporte do futuro. “eu não acho que este será o futuro do transporte aéreo individual, é muito complicado e muito exigente”. Ele usa somente o corpo para efetuar as manobras. A turbina tem somente um controle de potência.

Ele voou sozinho através do Canal Inglês, em torno do Cristo Redentor no Rio e na formação coreografada que acompanha uma aeronave Airbus A380. Numa tentativa de se tornar a primeira pessoa a voar entre dois continentes que quase terminou em desastre por causa de fortes ventos, Yves foi forçado a abandonar a tentativa no Estreito de Gilbratar apenas três milhas da costa espanhola.

Em vez de dar uma volta em nossa própria aeronave portátil, Yves acredita que é muito mais provável que usemos drones. Entraremos numa aeronave leve, apertaremos um botão e estaremos ao caminho do escritório, Yves disse. “A tecnologia existe, o problema é a energia”. As asas de Yves são alimentadas atualmente por 30 quilos de querosene, mas no futuro, ele planeja mudar para motores elétricos alimentados por baterias. “Este é o futuro do vôo e da liberdade”, diz ele. “Agora, de volta à Terra …”

Avião movido por energia Solar, dá volta ao mundo !

O melhor avião construido até o momento dá volta ao mundo.
O piloto suiço Bertrand Piccard provou que a tecnologia limpa é capaz de tudo.

 

 

No video abaixo produzido com exclusividade para  WIRED,
o piloto suiço mostra como foi a viajem dentro do cockpit de sua aeronave.

Um dos melhores pilotos de Drone do mundo !

Conheça um dos melhores pilotos de drone no mundo. Carlos “Charpu” Puertolas não está interessado em competir com drone, ele prefere voar estilo livre em prédios perigosos e abandonados. Seus truques e showmanship aéreo lhe renderam a notoriedade na comunidade do drone.

 

Proteja seus dispositivos tecnológicos

O avanço da mobilidade – com a popularização de smartphones, tablets, notebooks e câmeras digitais – nos tornou cada vez mais dependentes de novas tecnologias para a aquisição de bens e serviços, inclusive em transações bancárias. Ganhamos em agilidade, conforto e velocidade, mas ficamos mais expostos aos riscos cibernéticos.
Dados, imagens, vídeos e áudios importantes e até sigilosos passaram a trafegar por meio destes dispositivos sem a devida proteção de sua integridade. Quem se preocupa com a segurança desse volume imenso de arquivos e toma medidas preventivas para protegê-la está fazendo sua parte, porém poucos sabem como e fazem o realmente necessário.
Em muitos casos, os usuários nem criam login e senha para proteger o celular, notebook ou tablet. Como são pequenos e práticos, é comum que contenham textos e imagens importantes arquivados sem nenhuma segurança.
Um simples furto, então, deixa nas mãos de criminosos dados como números e senhas de contas-correntes e de cartões de crédito (sim, porque trocamos mensagens instantâneas, e-mails etc. sem a preocupação com seu sigilo). No WhatsApp, todas as mensagens são criptografadas ponta a ponta a partir deste ano. Mas, no caso de e-mails e arquivos importantes, muitos nem se lembram de criptografar.
Nem seria preciso enfatizar que também utilizamos a mobilidade para trabalhar, trocando informações confidenciais. Quando são interceptadas de alguma forma, os prejuízos também atingem as empresas e seus negócios.
Na vida privada, não cuidamos devidamente de arquivos com fotos e vídeos íntimos, que às vezes vazam para redes sociais por ações criminosas ou bullying (atos de violência física ou psicológica).
Tais situações poderiam ser evitadas com investimentos na segurança destes dispositivos, da mesma forma que ocorre em computadores pessoais. O primeiro passo seria criar login e senha para aumentar a privacidade e permitir o bloqueio do aparelho.
Outra boa prática é limpar os arquivos temporários ao menos uma vez por dia e passar antivírus. Além disso, fazer uma cópia de segurança de todos os arquivos (backup) e não deixar o smartphone em qualquer lugar.
Existem outros recursos para proteção dos dados e do aparelho, como a desativação do Bluetooth quando não estiver em uso. Há, também, versões de aparelhos com função antirroubo, com acesso remoto ao celular perdido ou roubado. Em vários smatphones, existe a possibilidade de apagar dados do dispositivo a distância, ou seja, excluir todos os dados para que não fiquem disponíveis a terceiros. Evidentemente, esta será uma solução extrema, porque não permitirá mais rastrear o aparelho.
Da mesma maneira que um desktop ou laptop, temos de prestar muita atenção ao acessar sites desconhecidos e jamais clicar em links ou abrir arquivos anexos enviados por pessoas desconhecidas. Aliás, mesmo que as conheça, desconfie de arquivos estranhos, pois hackers e outros criminosos têm usado as redes sociais para enviar malwares – programas maliciosos que provocam danos ao usuário, como vírus; Cavalo de Troia (que entra no computador e cria porta para possível invasão); spywares (que recolhem informações sobre o usuário), dentre outros.

André Navarrete – Presidente do Optimize Group e do Grupo de Gestores de TI (GGTI); vice-presidente da Associação dos Usuários de Informática e Telecomunicações de Pernambuco (Sucesu)

Fonte: C4 Comunicação

Câmeras de smartphones já permitem gravar com qualidade no escuro e em movimento

A5 2016 - Front - Gold - A510Funcionalidades presentes no Galaxy S7 e Galaxy S7 edge transformam o aparelho em uma alternativa prática para filmar em diferentes condições

Capturar os momentos mais importantes da vida com uma filmadora e depois assistir junto com toda família é uma tradição que ultrapassa gerações. Mas se antes essa prática ficava presa na necessidade de possuir equipamentos próprios para isso, hoje a evolução dos smartphones garante, por exemplo, que o os momentos especiais sejam gravados e transmitidos em questão de segundos para qualquer pessoa no mundo. Isso sem deixar de lado a qualidade do vídeo, dando um caráter mais profissional para qualquer produção.

Hábito comum do brasileiro, gravar no telefone os momentos preferidos em shows e concertos é um bom exemplo que demonstra esse avanço. As principais dificuldades para a produção de um filme com qualidade eram a falta de estabilidade e a baixa luminosidade. Avanços tecnológicos, como o estabilizador óptico de vídeo encontrado nos Galaxy S7 e Galaxy S7 edge, permitem que as imagens capturadas fiquem mais estáveis, mesmo em situações com pequenos tremores, comuns em espetáculos.

Os aparelhos da Samsung trazem outras aplicações que, sem a necessidade de conhecimento técnico, auxiliam na criação de conteúdos próprios, deixando muitos equipamentos profissionais com inveja. A introdução inédita em smartphones da tecnologia Dual Pixel se posiciona como uma importante evolução para o mercado, alterando a maneira como as pessoas podem gravar filmes, e também tirar fotos, utilizando um celular. Ela permite um foco automático extremamente rápido e preciso, que na prática se traduz em transições naturais e de qualidade, ainda que a imagem esteja em movimento.

Mas e o fator luz? Esse talvez sempre tenha sido o maior entrave para quem produz conteúdo por meio de um dispositivo móvel. Mais uma vez a Samsung consegue superar um obstáculo ao introduzir uma tecnologia amigável para o consumidor. Os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 edge trazem uma abertura de lente em f/1.7 em suas câmeras. Essa pequena diferença na especificação faz muita diferença no resultado final. Com ela, absorve-se uma maior quantidade de luz, transmitindo mais claridade para a imagem, tornando o filme mais nítido.

“Reconhecidamente o aparelho mais moderno do mercado, os novos Galaxy S7 e S7 edge contam com tecnologias presentes apenas em câmeras profissionais, como um sensor Dual Pixel uma maior abertura de lente e foco ultrarrápido, para oferecer experiências únicas para gravar filmes e tirar fotos”, afirma Renato Citrini, Gerente Sênior de Produto da Divisão de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil.

Sobre a Samsung Electronics Co., Ltd.
Samsung Electronics Co., Ltd. inspira o mundo e compartilha o futuro com ideais e tecnologias transformadoras. A empresa está redefinindo o mundo de TVs, smartphones, dispositivos portáveis, tablets, câmeras, aparelhos digitais, impressoras, equipamentos médicos, sistemas de rede e soluções de semicondutor e LED. Nossa notícias mais recentes, encontram-se disponíveis em nossa Sala de Notícias no site news.samsung.com.

Fonte: Samsung (Dispositivos Móveis)

Chega ao Brasil a máquina de histórias para o celular

Storyo3Aplicativo gratuito, Storyo identifica paisagens, padrões de associação e sequências temporais para contar uma história em vídeo a partir de fotos armazenadas no celular.

Imagina selecionar suas melhoras fotos e organizá-las em um vídeo com layout atrativo, animado por música, e com informações como data e localização, tudo isso de forma automática. Essa é a proposta do Storyo, aplicativo para celular que chega agora ao Brasil. Lançado em Portugal em 2014, a ferramenta conquistou usuários em 170 países de forma orgânica, sem nenhuma divulgação, graças apenas à experiência que proporciona. Mais de 500 mil histórias, a partir de 8 milhões de fotografias, já foram criadas graças aos recursos que oferece.

Disponível para Android e IOS (www.storyoapp.com/go), o Storyo funciona como uma máquina de contar histórias, baseada em técnicas de data mining e computer vision. O usuário tem apenas que selecionar o período de tempo na galeria de fotos do seu smartphone. Depois, por meio de um algoritmo patenteado nos Estados Unidos, o aplicativo organiza as fotografias como capítulos de uma história e selecciona as melhores imagens utilizando critérios como foco, iluminação e reconhecimento facial. O resultado são vídeos únicos de 15, 30 ou 60 segundos, que podem ganhar diferentes layouts e trilhas sonoras, para serem guardados ou compartilhados nas redes sociais.

Para a equipe Storyo, o aplicativo responde a uma tendência global, já que muitas pessoas querem criar e partilhar memórias visuais de suas vidas, em detrimento do simples armazenamento na nuvem.

“O Storyo é muito mais que um slide show e promete revolucionar a forma como contamos histórias a partir das nossas fotografias e memórias digitais. Desenvolvemos um método de criação automática de narrativas baseado nos metadados das fotografias digitais que faz tudo sozinho em menos de cinco segundos. Da geolocalização ao reconhecimento facial, todas as informações são levadas em conta, sem que o usuário tenha trabalho algum”, afirma o fundador e CEO do Storyo, Filipe Vasconcellos.

O Brasil foi o país escolhido para o primeiro lançamento internacional do aplicativo, que, além de seis estilos de animação, layout e trilha sonora disponíveis na versão tradicional, oferecerá o tema #STORYOBRASIL. “O brasileiro é um importante gerador de conteúdo para as redes sociais. Gosta de fotografia e adere rapidamente às novidades. Acho que teremos uma boa surpresa, com filmes que refletem a diversidade do país viajando o mundo. Queremos desafiar todos os brasileiros a partilharem as suas histórias #STORYOBRASIL”, completa Vasconcellos.

Benefícios do produto

Gratuito e conveniente – disponível para Android e IOS, Storyo cria histórias multimídia fáceis de armazenar e compartilhar em todas as redes sociais.

Intuitivo – basta selecionar a primeira e a última foto que deseja utilizar na timeline. O aplicativo reconhece informações como datas, locais em que foram feitas e organiza essas informações de forma criativa, por meio de mapas, legendas e muito mais.

Customizável – A criação de histórias é automática e leva menos de cinco segundos, mas é possível customizar e editar o vídeo, com controles de seleção de fotos, músicas etc.

Auto-gerador de histórias – Para quem não tem tempo de acessar o aplicativo, Storyo identifica padrões de atividade e regularidade na timeline e sugere novas histórias, que podem ser armazenadas ou não pelo usuário.

Links Úteis
Baixe o aplicativo em www.storyoapp.com/go

Fonte: www.lgacomunicacao.com.br

Intel apresenta o novo processador da família Xeon® E3-1500 v5

Novos produtos prometem otimizar as cargas de trabalho por meio de Processamento de Mídia e Data Center Graphics

À medida que o consumo e transmissão de vídeo se aproxima de 80% de todo o tráfego da Internet¹, a rapidez e eficiência na transmissão se transforma em uma das principais prioridades para os provedores de serviços de nuvem e comunicação. Isto está guiando a necessidade por mais processamento de mídia na rede e na nuvem, bem como recursos de transcodificação de vídeo para reduzir o uso de banda da rede e melhorar a experiência do usuário final. Os provedores de serviços em nuvem tradicionalmente usavam processadores de propósito geral para fornecerem vídeo, mas existe uma busca cada vez maior por soluções otimizadas que incluem processadores gráficos integrados.

A nova família do processador Intel® Xeon® E3-1500 v5 combina o desempenho dos processadores Intel Xeon com o poder da Intel® Iris™ Pro Graphics P580, o mais avançado processador gráfico da Intel. A junção das tecnologias resulta em um melhor custo-benefício para a transmissão de vídeos e permite o uso remoto de aplicativos que exigem gráficos intensos. Ao integrar o Intel Iris Pro ao processador Intel Xeon, a Intel possibilita uma plataforma de custos muito competitivos quando comparado com sistemas que usam placas gráficas adicionais do tipo PCIe*. Os provedores de serviços podem agora oferecer conteúdo sob demanda de alta qualidade com muito mais facilidade, incluindo transmissões ao vivo e videoconferência. Isso é possível por conta da possibilidade de agregar mais streams por watt em um único servidor ou equipamento, fazendo com que haja uma menor fingerprint no data center e um menor consumo de energia².

Mudando o fornecimento de aplicativos gráficos

A globalização e a mobilidade aumentaram a necessidade de que engenheiros, criadores de conteúdo e pesquisadores profissionais executem seus trabalhos a qualquer hora, em qualquer lugar. Aplicativos para engenheiros e criadores de conteúdo que anteriormente rodavam apenas em estações de trabalho agora foram preparados para rodar também em data centers. As capacidades gráficas melhoradas³ oferecidas pela família Intel Xeon E3-1500 v5 permitem que aplicativos 3D complexos sejam fornecidos remotamente para múltiplos dispositivos de data centers em nuvens públicas e privadas – libertando o “criador” profissional e permitindo a colaboração entre profissionais de várias partes do mundo.

Processamento de mídia na rede e na nuvem

Desempenho de transcodificação de vídeo HEVC assistido por hardware
Enquanto o vídeo HD (1080p) é predominante atualmente, o UHD (ou vídeo 4K) está emergindo rapidamente junto com experiências envolventes como 3D e realidade virtual. A Intel está investindo em diversas opções de fornecimento de vídeo 4K ao habilitar a transcodificação de vídeo 4K com High Efficiency Video Codec (HEVC) melhorada por hardware na nova família do processador Intel Xeon E3-1500 v5.

A família de produtos capta o vídeo e o coloca em diversos formatos para que os usuários possam visualizá-lo em suas TVs, notebooks, telefones ou outros dispositivos, independente da resolução. Ela também pode fornecer duas transmissões HEVC em tempo real para vídeo 4K com 30 frames por segundo (FPS) e até 18 transmissões AVC para captar o vídeo em 1080p com 30 frames por segundo e transcodificá-lo em HEVC com a mesma resolução4. Ela também fornece desempenho melhorado para o fornecimento remoto de aplicativos com até 26% mais desempenho disponível para CAD e aplicativos complexos para criadores de conteúdo em ambientes virtualizados5. A família Intel Xeon E3-1500 v5 está fornecendo experiências envolventes e inovadoras habilitadas pela nuvem visual. Um provedor de serviço em nuvem agora pode obter um vídeo gravado em um show, fazer o upload em múltiplos formatos (4K, 1080p e 720p, por exemplo) e transmiti-lo para os dispositivos de usuários em todo o mundo.

Para desenvolvedores de software de transcodificação de vídeo, o Intel® Media Server Studio simplifica o desenvolvimento de aplicativos de mídia ao oferecer recursos de transcodificação em estado da arte para ajustar sob medida a qualidade da imagem versus o desempenho. Este abrangente pacote de ferramentas de desenvolvimento suporta tanto Linux* quanto Windows*6.
Ele também fornece acesso aos aceleradores de mídia Intel Iris Pro Graphics e ao Intel® Quick Sync Video para a transcodificação de mídia em alta velocidade.

Workstations remotas – suporte a aplicativos dinâmicos para usuários exigentes

A família de produtos do processador Intel Xeon E3-1500 v5 fornece ótimo custo-benefício e experiências visuais em estações de trabalho, com avançados recursos gráficos para atender até mesmo os usuários mais exigentes. A Intel® Graphics Virtualization Technologies (Intel® GVT) permite que os usuários dediquem recursos de cada processador para um único designer ou engenheiro, ou os compartilhe entre grupos de usuários.

Os desenvolvedores podem usar uma ou mais técnicas da linha Intel® GVT que melhor atendam suas respectivas soluções ou modelos de negócios.

· Intel® Graphics Virtualization Technology –d (Intel® GVT-d) – fornece o maior desempenho possível para engenheiros e criadores de conteúdo, atribuindo uma unidade de processamento gráfico (GPU) física dedicada às suas máquinas virtuais (VMs).

· Intel® Graphics Virtualization Technology –g (Intel® GVT-g) – habilita a colaboração entre engenheiros e criadores de conteúdo, permitindo que até sete usuários compartilhem um único processador gráfico simultaneamente.

· Intel® Graphics Virtualization Technology –s (Intel® GVT-s)- suporta um grande número de trabalhadores usando um aplicativo de escritório comum (ex. Microsoft Office* e o Navegador Chrome*).

Resumo do Produto
A família de processadores Intel Xeon E3-1500 v5, baseada na microarquitetura Skylake, possui aceleração gráfica integrada com a Intel Iris Pro Graphics P580 e melhora a eficiência no consumo de energia com a tecnologia de transistor de 14nm da Intel, líder da indústria. Eles oferecem ainda até 26% mais desempenho gráfico geral do que a família de processadores Intel® Xeon® E3-1200 v4 5. Para o processamento de mídia de alta capacidade na rede e na nuvem, o novo processador oferece até 18 transmissões advanced vídeo coding (AVC) ou 8 transmissões HEVC a 1080p 30 FPS, ou 2 HEVC em 4K com 20 FPS4.

Quando combinada com o Intel® C236 series chipset, o processador suporta um novo e mais rápido desempenho de memória, com até 64GB de DDR4 a 2133 MHz7. O chipset também fornece conectividade mais rápida e flexibilidade com tecnologias I/O integradas, como PCI Express* Gen 2.0, 6.0 Gbps SATA 6.0, e USB 3.0 com a Intel® Flex I/O. A ótima integração de gráficos, processamento e I/O na mesma plataforma aumenta o desempenho e a densidade, ao mesmo tempo em que reduz o consumo de energia. O resultado é outro salto em capacidade gráfica e de mídia para melhores experiências de usuários com menor custo para cargas de trabalho com mídia e gráficos intensos.

A família de processadores Intel Xeon E3-1500 v5 inclui cinco SKUs projetadas para satisfazer diferentes requisitos de clientes. Duas das SKUs foram projetadas para provedores de serviços em nuvem buscando otimizar o footprint do data center. Para provedores de serviços de comunicações que requerem que as soluções de infraestrutura de rede sejam implantadas para 7 a 10 anos, a família de produtos oferece três soluções de longa vida em uma variedade de opções de consumo.

Para mais informações sobre a família dos processadores Intel Xeon E3-1500 v5, visite http://www.intel.com/content/www/us/en/processors/xeon/xeon-processor-e3-family.html.
Sobre a Intel
A Intel (NASDAQ: INTC) expande as fronteiras da tecnologia para tornar as mais incríveis experiências possíveis. Informações sobre a Intel e o trabalho de seus mais de 100 mil funcionários podem ser encontradas em newsroom.intel.com, newsroom.intel.com.br e intel.com.

Siga a Intel no Twitter e no Facebook: www.twitter.com/intelbrasil e www.facebook.com/intelbrasil.

Fonte: Burson-Marsteller