Na época que o mundo não era “on-line” e Steve Jobs era hacker !!!

Essa entrevista de Steve Jobs, estava gravada em uma fita VHS que estava jogada em uma garagem que foi recuperada recentemente e disponibilizada na Internet. Nesta entrevista Jobs relata ter construído uma caixa azul (Blue Box) que fazia ligações internacionais gratuitas.

Com isso ele percebeu que era possível construir uma coisa pequena que podia controlar algo monstruoso !

Até o anos 90 uma ligação internacional custava uma fortuna ! O mundo começava a ser digital e não era “on-line” !!!
Nesta época as BBS (Boletins Board Systems) que eram redes de computadores locais se comunicavam com outras redes através de linhas telefônicas. Como eram mandados os e-mails ? O usuário postava um e-mail num BBS, e esse BBS fazia um pacote de todos os e-mails postados naquele dia e a noite ligava para um computador que reunia todos os e-mails da aquela cidade. Esse computador depois de reunir todos os e mais das BBS das cidades mandava pra um que reunia os e-mails de todos os estados e depois de todo o pais. Em seguida era feita uma ligação internacional para trocar todos os e-mail do pais. Essa ligação que custava uma fortuna e era feita com um software chamado Blue Beep que fazia essa ligação gratuitamente, a mesma coisa que fazia a caixa de Steve Jobs. Nesta época surgiu uma placa de som chamada Sound Blaster que reproduzia esse som com o Blue Beep. Era só ligar para uma telefonista internacional e disparar esse som. Voilá !!! Agora você podia ligar para qualquer número do mundo gratuitamente. Deste modo, Steve Jobs chegou a ligar até para o Papa!

Pulo do Gato
Jobs ouviu que um tal de Captain Crunch tinha conseguido fazer ligações internacionais gratuitas. Pesquisando numa publicação técnica descobriu a chave do mistério. A AT&T cometeu um erro planejando toda sua rede de comunicação entre dados usando a mesma frequência da voz humana. Por isso bastava reproduzir os sons nesta frequência com o código para desbloquear o satélite e a partir dai fazer ligações sem nenhuma tarifação.

Apartir de 1995 com as conexões permanentes de linhas digitais dedicadas surge a Internet e o mundo começa ficar “on-line”. Com isso as ligações internacionais começam a ficar cada vez mais baratas.